ABC do Surf

A
Aéreo:
O Aéreo é uma manobra de difícil execução. Aqui o surfista salta para fora da onda pelo ar. Existem várias variantes desta manobra…

A-frame:
Pinco triangular , ou seja ondas que quebram ao mesmo tempo para a esquerda e direita.

ASI:
Abreviação de Academy of Surfing Instructors. É uma associação global que certifica internacionalmente Treinadores de surf.

ASP:
Association of Surfing Professionals – Esta Associação organiza as mais importantes competição mundiais de Surf.

B
Backside / Backhand:
Surfar de Backside/ backhand é nada mais do que surfar de costas para a onda, o oposto será de ‘frontside’, ou seja surfar de frente para a onda.

Backwash:
Backwash significa que há uma espuma ou até onda que se dirige na direcção das ondas, para o alto mar, ou seja na direção oposto ao normal que são ondas a irem em direção à costa / praias.

Baixa Mar (Low Tide):
Maré baixa é o nível mais baixo de água, na mudança 12-horas de marés. A água corre seis horas a seis horas.

Barrel (também chamado “tubo”):
Aqui, o eixo da onda envolve completamente o surfista e ele surfa dentro do tubo (barrel).

Beach Break:
Beachbreak descreve o fundo de um spot para o surf – isto é conhecido como bancos de areia.

Bodyboard:
É uma modalidade de ondas onde o praticante percorre a onda deitado numa prancha, utilizam-se pés de pato que servem para auxilio na propulsão do surfista na água, quer para se deslocar para o outside quer para entrar na onda.

Body Surfing:
É a forma mais natural de surfar as ondas, em que o surfista usa o seu corpo tensionado ou empranchado de forma a que este consiga planar sobre a faze da onda.

Bottom turn:
Bottom turn é uma manobra feita como o nome indica na base da onda, depois de o surfista ter vindo do topo da onda ou por estar a iniciar a onda ou por ter acabado de encadear uma outra manobra (geralmente um top turn). É uma manobra essencial para que se possa canalizar a energia da descida da face da onda na manobra que se segue seja ela qual for…

Apesar de ser considerada uma manobra básica a sua correcta e perfeita execução é difícil e geralmente separa os surfistas medianos dos bons surfistas…

C
Canal:
O canal é um local de águas mais profundas onde rebentam menos ondas e onde há mais corrente, geralmente corrente em direcção ao mar, ou seja na direcção oposta à da praia… É relativamente fácil identificar um canal junto a um molhe/pontão de pedras (natural ou feito pelo homem) ou entre 2 bancos de areia…
É no canal que os banhistas geralmente apanham sustos ao nadar, mas é também devido ao canal que os surfistas têm ondas boas (que não fecham tanto) e que chegam mais facilmente ao outside (por aproveitarem a boleia desta corrente).

Cut back:
O Cut-Back é uma manobra dita básica no Surf mas ainda assim algo exigente, quando é bem executada é de bonito efeito visual. Nesta manobra o surfista muda drasticamente a direcção para onde está a surfar voltando para trás em direcção à espuma da onda que se encontra atrás de si…

Close out:
Close out é quando uma onda fecha toda não deixando espaço algum para o surfista surfar a face da onda. Verificasse com frequência quando a maré está muito vazia (devido à pouca profundidade) ou quando os fundos não estão bons para o Surf…

Choppy:
Choppy é um termo inglês para mar picado e é caracterizado por ser o oposto de ter condições limpas (clean) ou perfeitas. Estas condições ocorrem devido aos ventos geralmente cruzados (cross-shore) ou do mar (on-shore).

Crowd:
Crowd significa vulgarmente uma concentração de pessoas e no Surf uma concentração de surfistas num pico ou local de Surf. Crowd na prática é usado para dizer se estão muitas ou poucas pessoas a surfar num determinado local.

Clean:
Quando as condições estão clean quer dizer que estão ondas perfeitas na forma como quebram ou seja sem interferências algumas que afectem o aspecto da onda.

D
Ding:
Ding é um termo técnico que descreve partes partidas ou amachucadas na prancha de surf que terão de ser remendadas.

Drop:
O Drop é o movimento de descida da face da onda que acontece logo após a remada e ao movimento do surfista se colocar de pé sobre a prancha.

DropKnee:
É uma manobra e/ou estilo da modalidade do Bodyboard em que se surfa semi em pé com um joelho sobre a prancha (perna de trás) e uma barbatana ou pé de pato (perna da frente).

Drop in:
O Drop in acontece quando um surfista se coloca à frente de outro surfista com prioridade de passagem, bloqueando assim a oportunidade deste surfar a onda como seria de seu direito.

Deck:
O deck é uma espécie de tapete anti-derrapante que se cola na parte superior da prancha de surf junto à rabeta ou tail (na zona por cima das quilhas) para que o pé de trás do surfista fique melhor apoiado e com maior controle sobre a prancha.

Duck Dive (Bico pato/Patinho):
O bico de pato é uma técnica para passar por debaixo das ondas em que o surfista executa 3 movimentos básicos: 1- Apontar o nariz da prancha para baixo (fundo do mar) e para a frente (na direcção da onda); 2- Empurra de igual forma a rabeta ou tail da prancha com um joelho ou pé; 3- Traz a prancha de volta à superfície através de um movimento de puxar o nariz/nose da prancha para cima.
Esta técnica é a mais utilizada pelos surfistas para garantir que chegam a zona de rebentação das ondas ou Outside.

E
Evolution Surfboard:
Refere-se a uma forma ou shape específica de uma prancha de surf. É uma prancha que mistura características de uma Shortboard e de uma Mini Malibu e é indicada para ondas com pouca força ou para surfistas pouco experientes.

Eskimo Role (Tartaruga):
Este método de passar pelas ondas é muito usado por surfistas iniciantes que ainda não dominam o bico de pato ou por surfistas de pranchas compridas (longboarders).

F
Fins:
Os Fins ou quilhas são parte indispensável de uma prancha de surf e estão localizados na parte inferior da prancha que está sempre em contacto com a água. Os fins são responsáveis ​​pela direcção das pranchas. Há dois tipos de Fins, uns são laminados nas pranchas (fixos) e os outros são colocados manualmente (removíveis).

Fishboard:
As FISH são pranchas com uma forma ou shape que permite manobras radicais em ondas mais pequenas.

Flat:
Quando está Flat ou mar chão, quer dizer que não há ondas nenhumas para a prática do Surf.

Floater:
O Floater é uma das manobras mais básicas do surf e consiste no deslize na crista da onda, onde aparentemente o surfista flutua momentaneamente até descer de novo para a base da onda.

Fullsuit:
Fullsuit é o termo Inglês para um fato isotérmico de corpo inteiro ou completo. Os fatos de surf são caracterizados principalmente pela sua espessura que é referenciada em milímetros, assim por exemplo um fato que se diz que é um 4/3, tem 4mm de espessura no peito e abdómen e 3mm nos braços e pernas.

Feet:
Feet é a unidade de medida usada nas pranchas de Surf por todo o mundo, sendo que a 1 pé (feet) correspondem 33cm. As prancha de Surf são também medidas em inches ou polegadas, sendo que a cada polegada correspondem 2,54 centímetros.
Assim, por exemplo uma prancha que se diz que é uma 5`10“ quer dizer que tem 5 pés e 10 polegadas de comprimento.

Forehand:
Forehand é também referido ao lado da frente, isto é, a direcção de visão do surfista. Qualquer pessoa que surfa Forehand olha com a cara do eixo.

G
Goofy:
Goofy descreve os surfistas que estão usando o pé esquerdo na parte de trás da prancha.

Gripdecks:
Gripdecks são decks que se põe no superior atraz de uma prancha. Dão melhor controle e firmeza. Em vez de usar a cera, estes “Gripdecks” são utilizados.

Gun:
Gun é um tipo de prancha específico. É uma prancha, estreita e alongadoa, que lhe permite remar ondas rápidas e grandes.

Glassy:
Glassy significa, quando o mar está com linhas perfeitas sem qualquer agitação ou vento. As melhores condições para um surf grande!

H
Hang Loose:
Um cumprimento entre Surfistas .

Hamilton, Laird:
O mais famoso, surfista de ondas grandes e ícone vivo. Surfou uma onda em Tahiti e se tornou mundialmente famoso.

Hawaii:
Hawaii fica numa lha do Oceano Pacifico, que faz parte dos Estado dos Estados Unidos . hawaii e conhecido também pelo paraíso do surf.

High Tide (Preia Mar):
High Tide é nada mais que maré alta ou preia mar. É quando a maré esta toda cheia.

I
Inch:
Inch é o nome para uma polegada. 1 polegada = 2,54 centímetros. Para especificar o comprimento de uma prancha de surf, vê também a significação para pés.

Impact zone:
A zona de impacto descreve a área onde quebram as ondas. A zona de impacto pode ser perigosa em muitos pontos e deve ser observada antes de ir para a água.

Inside:
O Inside descreve uma área entre a beirinha e o line up. Quando estão ondas grandes também se pode surfar no inside. Para iniciantes o inside é área de aprendizagem.

ISA:
ISA significa International Surf Association – é uma associação internacional de surf, que dão as licenças aos instrutores e as escolas de surf. Pode se comparar com a FPS (Federação Portuguesa de Surf)

J
Jaws:
Jaws é um surf spot com ondas grandes na costa de Maui. As vezes tem ondas que tem mais do que 25m de altura.

K
Kick out:
No Kick out o surfista sai do eixo através de uma onde para o mar.

L
Lay back:
O Lay back é uma manobra onde o surfista empurra as costas para a parede de onde e em seguida levanta-se novamente. Esta manobra é frequentemente usada por surfistas experientes.

Lefthander (Esquerda):
O Lefthander é uma onda que quebra para á esquerda. O surfistas surfam essa onde da direita para a esquerda.

Leash (Chop):
O leash liga o surfista com sua prancha de surf. Ela é montado na parte traseira superior da prancha e no pé que fica na parte atrás de prancha.

Longboard:
A Longboard é uma prancha longa de mais de 2,50m. A sua vantagem é a flutuabilidade o que permite os surfistas de apanhar qualquer tipo de ondas e fsendo boa também para aprendizagem.

Lifeguard:
Um Lifeguard é um nadador salvador. Função deles é vigiar as praias.

Lip:
O Lip ou crista da onda , é o topo da onde por onde começa sempre a partir primeiro , e também um ponto de energia onde os surfistas usam para fazer algumas manobras.

Line up:
É o spot dentro de água onde está o pico da onda, onde os surfista se encontram todos para apanhar as suas boas ondas .

Locals:
Locals são surfistas locais que cresceram no surf spot ou surfam regularmente nesse spot. Os locals devem ser sempre respeitados.

Low tide (Maré Baixa):
Low Tide é a palavra em Inglês para maré baixa.

Lycra:
A Lycra é uma camisa que consiste de poliéster e protege o surfista do sol. Além disso, há lycras como proteção contra o frio. A Lycra também é usado como um claro reconhecimento dos alunos no surf.

M
Maré Alta (High Tide):
High Tide é o termo Inglês para maré alta.

Marés:
São as alterações do nível das águas do mar causadas pela interferência gravitacional da lua e do sol, variando assimde maréde 6/6h.(Maré Alta /Maré Baixa).

Malibu:
Malibu é uma outro tipo de prancha muito idêntica há Longboard. Geralmente usado para iniciantes e tem e mais do que 8 pés.

Mid Tide (Meia Maré):
Mid tide é quando a maré depois 3 horas de estar a encher ou a vazar. É uma fase da maré que está entre a enchente e a vazante meia.

Mini Malibu:
A Mini Malibu é igual a Malibu mas mais pequena com o tamanho a partir de 7 pés.

Mundaka:
Mundaka é uma praia como Peniche, Ericeira, Carrapateira e Hossegor um Surf Spot muito famoso na Europa. Onde é uma das esquerdas mais longas que existe no mundo. Mundaka fica em norte Espanha numa villa de pescadores. Todos os anos o ASP faz lá o world Tour como em Peniche. Essa onda é para surfistas avançados nada para iniciantes.

Mush:
Mush descreve condições más para surfar, porque as ondas são pequenas e fracas.

N
Nose:
O nariz ou a parte frente da prancha de surf

Nipptide (Marés mortes):
Quer dizer que não há muita diferença entre maré cheia e vazia. Tendo a lua uma grande efluência nas Marés

O
Off Shore:
Com a direção do vento off-shore é o melhor tipo de vento para poder surfar, tornando as ondas perfeitas

Off the Lipp:
Off the Lip quando o surfista executa uma manobra em que desloca o o tail da prancha fora do lipp da onda.

On Shore:
Descreve a direção do vento a partir da água para a terra. Este é o pior caso para opter boas ondas. Na França, o vento é influenciado principalmente pelos térmicas de verão. Se o país está mais frio do que o oceano, o ar flui da terra para o mar – tão off-shore. Este é normalmente o caso na manhã – parte da tarde foi, então, o país, tanto quanto o calor transforma o vento ea água flui para a terra – que é em terra.

P
Pull out:
Quando você puxa para fora da onda ininterrupta viaja através de uma vez fora do eixo.

Pads:
As almofadas são coladas sobre a superfície da prancha. A almofada ajuda a aumentar a firmeza no surf. Ainda bem que está sendo usado na cauda traseira do tabuleiro.

Pente:
O Pente é usado para espelhar o wax que esta na prancha para dar mais aderência.

Peak:
O Peak representa o ponto em que a onda começa a quebrar. O surfista deve sempre estar perto desse ponto para poder apanhar mais velocidade na onda. Mais conhecido como um pico.

Pin tail:
A cauda pino descreve a parte traseira de uma placa. No final, para que ele funcione cauda juntos apontou – pin tail-lo. O pintail é freqüentemente encontrado em Guns.

Plug:
Ligue descreve uma maneira de anexar o leash para a prancha. O bujão é no fabrico de uma prancha de surf na parte traseira da parte superior iniciou a prancha.

Pocket:
O Pocket descreve a parte oca na crista de uma onda.

Point Break:
O Point break é um spot de surf onde quebra sempre em um determinado ponto. A maior parte da superfície das rochas, pedras, etc lá. Point Break é encontrada principalmente em baías e cabos.

Prone Position:
A Prone – posição inicial é a atitude de cada piloto onda. Ele está em seu estômago na placa, e remando no eixo.

Q
Quicksilver:
Quiksilver é a marca mais conhecida no surf. Quicksilver está patrocinando o melhor surfista do mundo , Kelly Slater.

R
Regular:
Aqui, o surfista surfa com a perna esquerda à frente da prancha.

Round Tail:
Descreve a parte traseira de uma prancha de surf. O fim da cauda rodada de um cavaleiro onda é arredondado.

Rocker:
O balancim descreve a flexão para cima da parte da frente da prancha. Assim, a cada surfistas é dobrada para a frente, a fim de adaptar-se às ondas.

Righthander:
Aqui é uma onda que quebra para a direita, isto é, que vai da esquerda para a direita.

Ricochet:
Esta manobra é seguido pelo corte de volta para voltar para o topo do eixo para baixo.

Reef:
Um recife descreve o fundo de um local de surf. Estas podem ser feitas de corais, conchas, pedras, etc. geralmente neste tipo de spot são produzidas ondas tubulares e rápidas constantes e impressionante, sempre quebrar e a formar o pico no mesmo lugar.

Rails:
As Rails descrever as bordas de uma prancha de surf.

Reef break:
Descreve um surf spot em que a onda quebra sobre um recife.

Reentry:
O surfista sai de um tubo e volta a entrar.

Rhino Chaser:
É uma expressão de uma prancha de surf. Como a pistola, esta placa é extremamente longa e é usado por ondas grandes.

S
Swell (Ondulação):
O Swell descreve o tamanho e a regularidade das ondas que vem do oceano para as praias. O Swell depende ao vento sobre o oceano. As ondas organizam se em linhas seguidas e chegam com intervalos regulares nas costas.